Toda mulher que amamenta seu filho pode ser uma doadora; saiba mais

Entenda os procedimentos e ajude outras crianças a crescer com saúde; em alguns casos, o leite pode ser retirado em domicílio pelo banco

ter, 08/03/2016 - 11h37 | Do Portal do Governo



Toda mulher que amamenta seu filho exclusivamente com leite materno e, mesmo assim, tem sobra, pode ser uma doadora. Basta ser saudável e não fazer uso de qualquer tipo de medicamento. Essa atitude solidária pode ser mais simples do que se imagina.

O ideal é que o leite seja coletado de forma manual e armazenado em um frasco de vidro com tampa plástica. É preciso ainda se atentar às questões de higiene durante todo processo (veja aqui o passo a passo). E em casos de congelamento, o prazo máximo é de 15 dias. No Banco de Leite, a doação passa por um processo de seleção, classificação e pasteurização para ser, posteriormente, distribuída com qualidade aos bebês internados em unidades neonatais.

Quem não tem disponibilidade de ir até um Banco de Leite, pode solicitar a retirada em domicílio. O Hospital Maternidade Leonor de Barros e o Hospital Interlagos oferecem esse serviço. A Fiocruz preparou uma lista com todas as unidades de Banco de Leite do Estado de São Paulo.

Do Portal do Governo do Estado