Ponto a Ponto proporciona economia aos usuários

Sistema prevê a cobrança de pedágio por trecho percorrido

sex, 28/06/2013 - 14h30 | Do Portal do Governo

O Sistema Ponto a Ponto é um programa que prevê a cobrança de pedágio nas rodovias paulistas de forma eletrônica, com base no trecho percorrido pelo usuário. O programa foi instituído em 2012, de forma experimental, nas rodovias Eng. Constâncio Cintra (SP-360), Santos Dumont (SP-075) e Adhemar de Barros (SP-340).

– Siga o Governo do Estado de São Paulo no Twitter e no Facebook

O pagamento é realizado quando o veículo passa por pórticos colocados em pontos estratégicos da rodovia, onde há antenas que fazem a leitura do tag instalado no automóvel, ou por praças de pedágio dotadas do mesmo tipo de antena. O projeto piloto na SP-360 (em Itatiba) tem atualmente 315 usuários cadastrados. No primeiro ano de funcionamento, cada usuário obteve economia média de R$ 588,60.

Em abril deste ano, a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) autorizou a terceira empresa a fazer a cobrança do pedagiamento eletrônico. O Governo do Estado abriu o mercado em 2012, possibilitando que os preços dos serviços oferecidos fossem reduzidos.

Desde o anúncio da quebra de monopólio, os planos do Sem Parar – a única empresa que realizava a cobrança eletrônica –  já tiveram os valores reduzidos. Antes, o consumidor tinha que pagar R$ 66,72 de taxa de adesão. Agora, a adesão é gratuita em plano específico da operadora. A mensalidade, que antes custava R$ 11,90 tem novos valores.

Economia

Ao longo dos 11 primeiros meses de operação, o sistema proporcionou economia de R$ 162 mil aos usuários cadastrados. No período, foram registradas 119.442 passagens nos pórticos do Ponto a Ponto, sendo 85%, ou 100.876, no sentido Itatiba, onde a tarifa teve maior redução. 

Do Portal do Governo do Estado