Mais de 100 aspirantes a oficiais da PM se formaram neste sábado (12)

Futuros tenentes de 2ª classe concluíram curso de bacharelado na Academia do Barro Branco

sáb, 12/12/2015 - 14h56 | Do Portal do Governo

Neste sábado (12), 119 aspirantes a oficiais da Polícia Militar se formaram no curso de bacharelado de Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública. O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, participaram da cerimônia.

“Hoje é um grande dia porque nós estamos quase no dia 15 de dezembro, quando a Polícia Militar de São Paulo completará 184 anos. E hoje se rejuvenesce, se fortalece, com a formatura de 119 novos aspirantes a oficiais que se formaram na Academia do Barro Branco” disse Geraldo Alckmin.

Os formandos foram aprovados em concurso público e iniciaram o curso em 5 de fevereiro de 2013. Após cerca de 5.500 horas de aula, 103 homens e 16 mulheres terminaram o curso no último dia 12 de novembro. 

Durante a formação, que é reconhecida como graduação, foram aplicadas disciplinas de Polícia Comunitária, Direitos Humanos, Inteligência Policial, Noções de Polícia Científica, entre outras. “Os aspirantes já cumpriram os três anos de curso superior, recebem hoje a espada e vão para seus respectivos trabalhos. Nós vamos priorizar o efetivo para a capital e para a região metropolitana de São Paulo”, explicou Alckmin.

O curso para os futuros oficiais tem o objetivo de capacitar os agentes para o exercício de comando e gestão das atividades de polícia ostensiva, preservação da ordem pública, defesa civil e territorial. 

Sobre a turma

O patrono da turma será o general Júlio Marcondes Salgado, membro da Força Pública que morreu durante a Revolução Constitucionalista de 1932. O atual comandante da PM, coronel Ricardo Gambaroni, será o paraninfo.

As maiores notas do curso de formação foram atingidas pelos então cadetes Antonio Barbosa dos Santos Junior (nota 9,72), Fábio Henrique de Moraes Porto (9,62) e Willer Cintra Pontes (9,61).

Espadas

Durante a formatura, os cadetes deixarão seus espadins de lado e receberão a espada, símbolo do oficialato da Polícia Militar. A arma acompanhará os aspirantes em um estágio de seis meses.

Nesse período, os futuros oficiais acompanharão unidade patrulhamento de diversas regiões do Estado de São Paulo e, após esse estágio, serão promovidos à patente de tenente de 2ª classe.

Atualmente, a remuneração dos aspirantes a oficiais da Polícia Militar é de R$ 6.037,35, considerando adicional de insalubridade. Com a promoção, há um aumento de 5,24%, elevando os vencimentos a 6.353,79.

Investimento em efetivo

De 2011 até a cerimônia deste sábado, a Academia do Barro Branco formou 630 aspirantes a oficiais da Polícia Militar. A última entrega de espadas aconteceu em 15 de novembro de 2014, com 133 aspirantes.

Além disso, está em andamento um concurso para a contratação de mais 240 alunos-oficiais (também chamados de cadetes). Esse processo seletivo está na fase de exames psicológicos. Depois, haverá classificação, nomeação e posse.

Ao todo, o Estado tem 5.537 vagas abertas para as três polícias, sendo 2.240 para a Militar, 2.301 para a Civil e 996 para Técnico-Científica. Desde 2011, 22.218 policiais foram contratados pelo governo, sendo 18.838 militares, 2.960 civis e 420 técnico-científicos.

Do Portal do Governo do Estado