Bolsa Eletrônica de Compras

nd

dom, 15/04/2001 - 11h16 | Do Portal do Governo

Bolsa Eletrônica de Compras

Criada há pouco menos de quatro meses, a Bolsa Eletrônica de Compras (BEC) permite negociações automáticas entre órgãos do Governo e fornecedores do setor privado. É um pregão via internet. Só que o leilão é reverso, ou às avessas: o vencedor é aquele que oferece o menor preço. Assim, o serviço público estadual compra produtos pelas melhores ofertas, economizando em média 20%. O Estado tem mais de 32 mil fornecedores cadastrados, dos quais 2.906 já em condições de operar pelo Banco Eletrônico de Compras e outros 2.425 em condições de participar de todas as modalidades de licitação.

A BEC opera em duas modalidades: dispensa de licitação e convite. A primeira corresponde a compras até o limite de R$ 8 mil para órgãos públicos e de R$ 16 mil para empresas de economia mista. A segunda corresponde a compras até o limite de R$ 80.000,00.

Para participar, os fornecedores precisam se cadastrar previamente, por intermédio de site da BEC, junto à Secretaria da Fazenda, Departamento de Controle de Contratações. Os fornecedores recebem uma senha, via e-mail. O processo se inicia com a liberação de uma oferta de compra e a geração automática de e-mail, com cópia do extrato do edital, para todos os fornecedores. Só poderão participar das cotações eletrônicas os fornecedores cadastrados. Para os interessados em se cadastrar e saber quais os materiais em negociação. Estes são os endereços do site: www.bec.sp.gov.br ou por intermédio do portal do Governo paulista, homolog.saopaulo.sp.gov.br.